BLOG CONEX

Bem-vindo ao Blog CONEX, sua fonte de informação sobre o mercado internacional.

As Vantagens Econômicas do Brasil no MERCOSUL

As Vantagens Econômicas do Brasil no MERCOSUL

O Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) foi criado em 1991, pelo Brasil, Uruguai, Argentina e Paraguai por meio do Tratado de Assunção, assinado por eles, com o fim de integração entre esses países. O MERCOSUL tem como principais objetivos a livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos, a Tarifa Externa Comum (TEC), a adoção de uma política comercial comum etc. Em 2012, a Venezuela ingressou ao bloco, e, no mesmo ano, também foi assinado o Protocolo de adesão da Bolívia, porém, por não tem sido ratificado pelos Estados Partes, ainda não se tornou um membro definitivo. Além disso, tem como Estados Associados o Chile, a Colômbia, o Equador, a Guiana, o Peru e o Suriname. Portanto, o MERCOSUL apresenta-se como um relevante bloco econômico, por ter em sua composição países tão importantes e abranger grande parte da população, do território e do PIB da América do Sul.

Mas quais benefícios esse bloco proporcionou ao Brasil e seus membros? Primeiramente, foi um grande ganho para o comércio entre esses países, que se multiplicou por mais de 12 vezes em duas décadas, além do fato de que, segundo o relatório World Economic Outlook Database do FMI, o PIB conjunto dos membros atinge a quinta posição na economia mundial, se fosse considerado um país. O bloco é um grande produtor agrícola, sendo um dos principais exportadores de soja, açúcar, arroz, milho etc. Ademais, também é um importante produtor de petróleo no âmbito mundial.

A participação dos Estados Associados também é de extrema importância, um exemplo disso é a relação comercial do Brasil com a Colômbia. As exportações brasileiras do ano passado para a Colômbia cresceram 5,7% em relação ao ano anterior, que passou de U$2,115 bilhões para U$2,235 bilhões. O número de empresas que exportaram para o país associado também cresceu, passou de 3.434 empresas para 3.659 empresas em 2016. Além do mais, os países do bloco, assinaram recentemente, um Acordo de Complementação Econômica que expande as relações comerciais com a Colômbia, que se mostra um fato importante, pois, segundo o ministro Marcos Pereira, tal acordo permitirá a entrada em vigor de um acordo automotivo entre os dois países, o qual foi assinado em 2015. O acordo proporcionará vários benefícios como zerar as alíquotas de importação e concessão de preferência para veículos dos dois países.

A existência do MERCOSUL possibilitou o crescimento das economias envolvidas, tornando-os mercados exportadores de diversos bens industriais e de alto valor agregado, o que significou aumento dos salários e maior lucro para as empresas. Além disso, o setor automobilístico do Brasil ganhou maior relevância e com isso gerou o desenvolvimento de nossa economia. Portanto, a participação nesse poderoso bloco é uma chance de novos exportadores se inserirem no mercado, visto a maior facilidade devido às vantagens impostas no acordo, como a livre circulação de pessoas, para negociações, visita à feiras e convenções, a Tarifa Externa Comum e a proximidade geográfica, a qual facilita o processo logístico da exportação.

Autora: Pietra Mauro

Imagem: Blog RP


Referências:

MERCOSUL. Saiba mais sobre o MERCOSUL. Disponível em: <http://www.mercosul.gov.br/saiba-mais-sobre-o-mercosul> Acesso em: 26 de julho de 2017.

Brasil, Agência. Mercosul fecha acordo com a Colômbia para ampliar comércio. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/economia/mercosul-fecha-acordo-com-a-colombia-para-ampliar-comercio/> Acesso em: 26 de julho de 2017.

Add comment